sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Já somos isto tudo há muito tempo

"Há, sim senhor!
Há um Portugal sério, um Portugal que trabalha, que estuda; curioso, atento e honrado! Há um Portugal verdadeiro que não perde o seu tempo com inimigos fantásticos e cujo único desejo é apenas e grandemente ser Ele próprio! Há um Portugal, o único que deve haver e que afinal é o único que não anda por causa dos vários Portugais inventados de todos os lados de Portugal! Há um Portugal profissionalista, civil e insubornável! Há, sim senhores! Mas entretanto...
Entretanto, a nossa querida terra está cheia de manhosos, de manhosos e de manhosos, e de mais manhosos. E numa terra de manhosos não se pode chegar senão a falsos prestígios. É o que há mais agora por aí em Portugal: os falsos prestígios. E vai-se dizer de quem é a culpa de haver manhosos e falsos prestígios: a culpa é nossa, e só nossa!"

José de Almada Negreiros, In Diário de Lisboa de 3 de Novembro de 1933

Visto no Anovis Anophelis

Manhosos e falsos prestígios, juntemos a beatice, e temos o contínuo problema de Portugal.

6 comentários:

mãe preocupada disse...

É incrível como há coisas que são intemporais. Os escritos jornalísticos de Eça têm coisas que encaixam direitinho nos dias de hoje. Chega a ser arrepiante.
bj

ecila disse...

mae preocupada, infelizmente há coisas que sao intemporais, que nao mudam. E eu queria tanto que mudassem. beijinhos :)

Benjamina disse...

Ecila, eu também queria que mudassem. Quantos quererão que mude? Muitos o dizem, mas poucos o sentem... isto é o que eu sinto!

ecila disse...

Benjamina, somos alguns, mas talvez nao em numero suficiente para que realmente as coisas mudem... porque a maioria nao tem consciência do que realmente está na base do mau governo em Portugal (a vários níveis). O topo de Portugal está podre, é unido, manipulador, e a base de tudo é esta mentalidade manhosa.

Ana disse...

A falta de princípios inclui-se no "manhosos"?

ecila disse...

Ana, sim claro :-)